Superintendência Executiva de Administração Penitenciaria

Implantação dos sistemas de segurança eletrônica dos principais complexos penitenciários do Estado de Goiás.

Com a eclosão das rebeliões em presídios brasileiros, no final de 2016 e começo de 2017, o DEPEN – Departamento de Administração Penitenciária do Governo Federal efetuou repasses do Fundo Penitenciário Nacional   para os fundos penitenciários de todas as unidades da federação e do Distrito Federal, com o objetivo de aumentar a segurança das unidades prisionais e prevenir novos levantes e incidentes.

O Estado de Goiás, através da sua Superintendência de Administração Prisional, contratou a Teltex para fazer a implantação dos sistemas de segurança eletrônica do CPP – Centro de Prisão Provisória de Aparecida de Goiânia, do Presídio Odenir Guimarães, também em Aparecida de Goiânia, e do Centro de Prisão Provisória de Formosa.

As unidades prisionais receberam sistemas de vídeo monitoramento com câmeras Panasonic e controle de acesso, integrados ao sistema de gerenciamento integrado da Genetec, Security Center, com salas de controle restritas e de alta segurança, que permitem aos Agentes Penitenciários monitorar todo presídio, prevenindo a eclosão de novas rebeliões.

A solução implantada no CPP de Aparecida de Goiânia foi tema de reportagem da Rede Record, que ressaltou o avanço tecnológico das soluções implantadas neste e nos demais presídios de Goiás, e os benefícios trazidos para a administração carcerária.

Atualmente, a Teltex assinou novo contrato com a SEAP GO para ampliação dos sistemas para as demais unidades prisionais do Estado. Além disso, também implantou sistemas similares no Acre, Ceará, Rondônia e Sergipe.

Reportagem: Presídio monitorado por câmeras